Para quem ama intensidade

intensidade

Ponto de exclamação. Foi essa a resposta que a Paola, irmã do Franco, me deu quando pedi para que ela definisse o relacionamento desse casal. Hot and cold. Foi essa a outra resposta que a Juliana, irmã da Mariana, me deu. Seja ponto de exclamação, seja hot and cold, ambas trazem o mesmo sentido: força,…

“Tinha tudo para ser mais uma noite inútil.” Foi assim que a Ana Luiza descreveu, em texto, a forma como conheceu o Paulo Henrique. E sim, estava chovendo, era uma segunda-feira e os dois estavam em um dos bares mais sujos de Maringá. Pensando bem, tinha tudo sim para ser uma noite inútil. Mas, inacreditavelmente,…

Para ir para a balada quando lá fora faz -1 grau. Para tirar o pijama no fim de semana. Para ter paciência em joguinhos de relacionamento. Para assistir minha novela no “Vale a pena ver de novo”. Para não entender a liquidez das relações.  Para não aceitar como o like se tornou mais importante do…

Não ir ao rodízio de pizza na segunda-feira. Não usar a roupa nova para ir à faculdade. Não chorar de rir. Não curar o choro com um sorriso. Não dar bom dia no elevador. Não fazer vários nadas durante a semana. Não passear com seu cachorro. Não se afogar em um abraço. Não tomar banho…

Pois é, eu resisti em te escrever um texto. Resisti porque eu me conheço bem. Cada um que inspirou um texto meu até agora, teve um espaço bem significativo no meu coração. Com você, eu neguei esse espaço até onde consegui. Neguei porque, diante da impossibilidade de te ter por inteiro, eu já conseguia prever…

Queria ser como aquelas pessoas que chegam e se despedem com uma facilidade invejável. Distribuem olá com alegria e aceitam o adeus com maestria. Que não se sentem nostálgicas em aeroportos e rodoviárias. Que chegam, aproveitam o momento e levam apenas boas lembranças. Não desejam ficar ou se sentem mal por partir, pelo contrário, nasceram…

Já me apaixonei muitas e muitas vezes. Apaixonar-se, para mim, não é algo difícil. Muito menos fácil. É apenas possível. A cada relação, me abro para a possibilidade de me apaixonar. Coloco-me à disposição para que, caso a paixão aconteça, eu a acolha naturalmente. Nessas tantas vezes em que aconteceu, em boa parte delas, não…

Pode até parecer, mas não é. Essa minha cara de menina, com sardas e cabelos cacheados pode demonstrar fraqueza e imaturidade, eu sei. No entanto, o coração não é de mocinha, bela, recatada e do lar. Ele é revestido de uma experiência que supera a própria idade e a cara de “menina moça”, como diz…